Diminuir Fonte Aumentar Fonte
Ajuda
Incio

Categoria principal »  Arquivo Pblico Mineiro



    Como doar documentos para o Arquivo Pblico Mineiro?

  • Arquivo o conjunto de documentos produzidos e acumulados por uma entidade coletiva, pblica ou privada, no desempenho de suas atividades. Tem por principal caracterstica a organicidade, isto , uma relao natural entre os documentos em decorrncia das atividades do produtor.

    O Arquivo Pblico Mineiro o arquivo do poder executivo de Minas Gerais, responsvel por recolher, preservar e dar acesso documentao produzida e acumulada pela administrao estadual e documentos privados de interesse pblico.

    Nesse sentido, o Arquivo Pblico Mineiro no recolhe documentos avulsos ou que no se enquadrem na linha de acervo descrita acima.
    Topo
  • Como doar uma publicao ao Arquivo Pblico Mineiro?

  • A Biblioteca do Arquivo Pblico Mineiro especializada em histria de Minas Gerais e arquivologia. Dentro dessa linha de acervo, a instituio recebe livros, folhetos, peridicos, monografias e publicaes em outros suportes. A oferta de doao deve ser dirigida a Diretoria de Acesso Informao e Pesquisa.
    Topo
  • Como pesquisar sobre imigrantes?

  • O Estado de Minas Gerais promoveu, por meio da lei n. 32 de 18 de junho de 1892, a imigrao de trabalhadores agrcolas e industriais. Para tal, mantinha, sob responsabilidade do Secretrio de Agricultura, escritrios de imigrao preparados para a propaganda do Estado e para fornecer todas as informaes que pudessem interessar ao imigrante. Agentes nacionais e estrangeiros eram encarregados de divulgar as vantagens que o imigrante poderia aqui encontrar : as riquezas naturais, a amenidade do clima, a ndole pacfica de seus habitantes; alm da concesso de alguns benefcios, como a indenizao de passagem, trnsito livres nas estradas de ferro, facilidade em adquirir terras e auxlio na introduo de novas culturas.
    O servio de introduo de imigrantes era fiscalizado pela Repartio de Terras e Colonizao, (criada em 1891, era subordinada Secretaria de Governo e posteriormente passou a ser subordinada Secretaria de Agricultura), por meio de emissrios nos pontos de partida e por agentes fiscais nas zonas de recebimento. No porto do Rio de Janeiro, o governo mantinha um funcionrio responsvel por receber os imigrantes e encaminh-los para o Estado.
    Para a facilitar a fiscalizao do recebimento no Estado e a definio do destino final dos imigrados, o Estado fora dividido em 5 distritos: 1 distrito com sede em Juiz de fora; 2 distrito com sede em Leopoldina; 3 distrito com sede em Sade; 4 distrito com sede em Varginha e 5 distrito com sede em Uberaba.
    As municipalidades criaram, ento, hospedarias para a recepo e agasalho dos imigrantes. O funcionamento era regulado pelo governo que tambm auxiliava na manuteno dessas hospedarias.
    No acervo do Arquivo Pblico Mineiro pode ser encontrado um significativo conjunto de documentos que testemunham esse episdio da Histria Mineira. Entre esses, destacam-se alguns dos cdices que registram a entrada de imigrantes nas hospedarias mantidas pelo governo estadual, em sua maioria registros da Hospedaria Horta Barbosa, em Juiz de Fora.
    A hospedaria de imigrantes de Juiz de Fora era destinada a receber, dar agasalho e alimentao por at cinco dias, queles que haviam se transferido para o Estado e que, do ponto de desembarque, no haviam sido dirigidos para outras hospedarias. Entre as vrias atribuies dos funcionrios da hospedaria, cabia-lhes escriturar e ter em dia o livro de matrcula dos imigrantes que ali chegavam: portugueses, espanhis e italianos, em grande maioria.
    Com o objetivo de agilizar a busca de informaes contidas nestes fundos, que nos ltimos anos tem sido expressiva, o APM a partir deste ms de abril de 2008, passa a dar acesso aos documentos e a um instrumento de pesquisa, atravs do Sistema Integrado de Acesso,
    Para otimizar a busca, importante a leitura das seguintes consideraes:
    Todos os registros foram transcritos conforme o documento original, a interferncia foi mnima possvel, no houve atualizao da grafia ou alterao/correo dos dados;
    Foram utilizados os seguintes sinais na transcrio: [sic] e []. O termo [sic] significa que o documento foi transcrito conforme o original. O colchete, [], significa que o termo foi atribudo, e usado quando h dvida em relao grafia por ilegibilidade, corroso ou lacuna;
    A pesquisa por sobrenome recupera tanto o nome do chefe da famlia, como tambm de outros imigrantes que vieram junto ao grupo familiar. Portanto, o imigrante procurado pode estar cadastrado no campo dependentes;
    Devido a grande variao de grafia que os nomes dos imigrantes sofreram, ao fazer as buscas, recomenda-se sempre testar todas as grafias possveis de um mesmo nome;
    O Arquivo Pblico Mineiro fornece certido de inteiro teor dos documentos. Ressalta-se, contudo, que a certido deve ser estritamente fiel ao contedo do documento, no podendo apresentar atualizao de grafia.
    Os livros de matrcula de imigrantes so heterogneos, apresentam diferenas de estrutura e de preenchimento, peculiaridades que devem ser destacadas:

    SA-862
    A numerao foi feita por folha e no por pgina. Entretanto, como constam registros distintos na frente e no verso de cada folha, as pginas foram nomeadas como 1 e 1v, 2 e 2v, e assim sucessivamente.
    Foram identificados casos de famlias que, aparentemente, foram registradas duas vezes em pginas diferentes do livro.

    SA-882, SA-883e SA-900
    Nesses livros, consta data de chegada ao porto de desembarque, mas no consta data de entrada na hospedaria, como nos demais livros.

    SA-937
    Nas pginas 53 a 69, foram registradas famlias de migrantes brasileiros, mas seus dados no foram inseridos no repertrio, ainda que as imagens estejam disponveis para consulta.

    SG-801
    H uma folha entre a pgina 56 e 57 que est sem numerao e foi descrita como 56a.
    No consta a informao sobre o sexo do imigrante. Os registros foram feitos conforme a informao do campo relao de parentesco. Quando no foi possvel identificar o sexo por meio do parentesco, os registros foram feitos de maneira genrica, sem especificar o gnero.

    SG-826
    As oito primeiras pginas no so numeradas originalmente, a numerao se inicia na nona pgina. Assim, foi atribuda a numerao de 1a, 1b, 1c, 1d, 1e, 1f e 1g s primeiras pginas. As seguintes foram mantidas conforme o documento.
    No existem as pginas 73 e 74, sendo que a numerao segue da pgina 72 para a 75.
    Em alguns registros, o campo parentesco foi preenchido com a abreviao S.. Considerou-se que os imigrantes assim cadastrados fazem parte da famlia em que eles foram agrupados, apesar do parentesco no estar bem definido.
    H, ainda, outras situaes de parentesco indefinido, como grupos que no apresentam o mesmo sobrenome, nem mesmo relao de parentesco, mas esto registrados em um mesmo grupo familiar.
    No consta a informao sobre o sexo do imigrante. Os registros foram feitos conforme a informao do campo relao de parentesco. Quando no foi possvel identificar o sexo por meio do parentesco, os registros foram feitos de maneira genrica, sem especificar o gnero.
    As pginas 40, 41, 42, 43 e 44 esto em branco, no contm nenhum registro.

    Topo
  • Como pesquisar o acervo do DOPS?

  • Os documentos do DOPS/MG custodiados pelo Arquivo Pblico Mineiro totalizam de 98 rolos de microfilme feitos a partir do acervo original. Depois da organizao desses documentos, foi criado um banco de dados contendo, discriminadas, as 5.489 pastas com cerca de 250.000 imagens para consulta local que, a partir de agora, tambm esto acessveis pela Internet.<br /><br />Qualquer cidado pode consultar o acervo, desde que a documentao a ser pesquisada no seja de carter sigiloso. Um por cento dos documentos de consulta restrita, apresenta informaes relativas intimidade e honra das pessoas e, portanto, s pode ser consultado pelos envolvidos. Para tal, necessrio que o interessado comparea instituio munido da carteira de identidade ou CPF, ou munido de procurao com firma reconhecida em cartrio.<br /><br />A Constituio Federal, bem como a legislao que orienta a atividade arquivstica, estabelecem que:<br />"todos tm o direito a receber dos rgos pblicos informaes do seu interesse particular ou de interesse coletivo ou geral, contidas em documentos de arquivos (...) ressalvadas aquelas cujo sigilo seja imprescindvel segurana da sociedade e do Estado, bem como a inviolabilidade da intimidade, da vida privada, da honra e da imagem das pessoas".<br />
    Topo
  • Como posso fotografar documentos do Arquivo Pblico Mineiro?

  • O Arquivo Pblico Mineiro, por meio da Associao Cultural do Arquivo Pblico Mineiro oferece o servio de reproduo de documentos. No permitida a reproduo de documentos por terceiros.

    Topo
  • Como posso solicitar reproduo de documentos?

  • Basta encaminhar a solicitao Diretoria de Acesso Informao e Pesquisa, relacionando a notao dos documentos a serem reproduzidos.

    Topo
  • Como posso comprar as publicaes do Arquivo Pblico Mineiro?

  • As publicaes podem ser adquiridas na sede da instituio ou pelo correio. A solicitao deve ser encaminhada Diretoria de Acesso Informao e Pesquisa.
    Topo
  • Onde posso aprender mais sobre organizao, preservao e gesto de arquivos?

  • Salvo quando houver acordo firmado com outras instituies, o Arquivo Pblico Mineiro no oferece servios de consultoria ou estgios tcnicos. Para o conhecimento dos processos tcnicos, organizao e funcionamento de arquivos consulte:

    Arquivo Nacional
    www.arquivonacional.gov.br

    Escola de Cincia da Informao da Universidade Federal de Minas Gerais
    www.eci.ufmg.br

    Escola de Cincia da Informao da PUC Minas
    www.pucminas.br

    Associao dos Arquivistas Brasileiros
    www.aab.org.br

    Associao Brasileira de Conservadores
    www.abracor.com.br

    Conservao Preventiva em Bibliotecas e Arquivos
    www.cpba.net

    Curso em organizao de arquivos do Instituto de Estudos Brasileiros da USP
    www.ieb.usp.br

    Portal da Unesco sobre arquivos
    www.unesco.org/webworld/portal_archives
    Topo
  • O que um arquivo?

  • o conjunto de documentos produzidos e acumulados por uma entidade coletiva, pblica ou privada no desempenho de suas atividades, independentemente da natureza de seu suporte.

    , tambm, a instituio que tem por finalidade a custdia, o processamento tcnico, a conservao e o acesso a documentos.
    Topo
  • O que um fundo?

  • um conjunto de documentos de uma mesma provenincia.
    Topo
  • O que uma coleo?

  • um conjunto de documentos com caractersticas comuns, reunidos intencionalmente.

    Topo
  • O que so instrumentos de pesquisa?

  • So catlogos, guias ndices, inventrios, listagens, repertrios que se constituem em meios que permitem a identificao, localizao ou consulta a documentos ou a informaes neles contidas.
    Topo
  • O que gesto de documentos?

  • Conjunto de procedimentos e operaes tcnicas referentes produo, tramitao, avaliao e arquivamento de documentos em fase corrente e intermediria, visando sua eliminao ou recolhimento.
    Topo